Inovação, inventando vontades para os outros para satisfazer as suas.

 
Na sociedade, o que gera o conflito não é a escassez, mas a vontade de quem consome e a forma pela qual a busca de satisfação dessa vontade é posta em prática.

A vontade de consumir para sua satisfação, é o que estimula o criador a criar. Porém, a vontade dele, não é de consumir sua criação. Seu propósito é o de usá-la, para ter acesso às criações dos outros, para satisfazer-se.

O meio para chegar lá, é o resultado, o fruto de seu trabalho intelectual que surge para estabelecer novidades e inéditas vontades.

Quando a vontade do beneficiário, não satisfaz a vontade do criador, porque não se conectam cooperativamente, através do comércio, mas se rompem através da expropriação, o conflito está estabelecido e um ato violento iniciado.

Aquele que cria e oferece sua criação, para receber em troca algo e não obtém nada, mesmo tendo entregue o que criou, tem roubada a sua possibilidade de satisfação.

O criador cria mais do que o produto de sua mente, cria a própria vontade, antes inexistente, na mente de quem consome o fruto do trabalho de quem criou.

Havendo escassez, mas não havendo vontade sobre o que é escasso, não há conflitos.

Facebook Comments
Anúncios

Comentários...